(Portuguese) Cardoso-Bush phone talk (an excellent joke)

Gorojovsky Gorojovsky at SPAMarnet.com.ar
Thu Feb 8 20:31:05 MST 2001


American subscribers who can read Portuguese will really enjoy this. Excellent
piece of Brazilian political humor.

------- Forwarded message follows -------
Repasso a conversa fictícia - o que não quer dizer fantasiosa, falsa ou
insidiosa - Cardoso-Bush, do Luiz Fernando Veríssimo

O convite
- Alô.
- Who is this, please?
- What?
- Quem é que está falando?
- É o presidente.
- De onde?
- Brasil.
- Brazil! Menem, right?
- Cardoso.
- Cardoso, claro. Preciso decorar esses nomes. Por que vocês, hispânicos,
não têm nomes fáceis, como Fox, em vez de Fujimori etc.? Por isso nos damos tão
bem com o México. Eles cooperam.
- Quem está falando?
- É o Bush.
- Quem?
- Bush. Dobliu Bush. O novo presidente dos Estados Unidos.
- Que surpresa!
- Pois é. Eu estava mexendo aqui na minha mesa, tentando me familiarizar com as
coisas, e vi que o Clinton tinha deixado uns números pré-gravados no telefone.
O botão número um, por exemplo, é de alguém chamado "Putin". Você conhece?
- É o presidente da Rússia.
- Por isso eu não entendi nada do que ele dizia! Já o seu inglês é perfeito,
Carlos.
- Cardoso. Obrigado. O botão numero dois, de quem é?
- Aqui só diz "Estagiária". E no três diz "Sargenta". Deve ser a Hillary.
- E qual é o número do Brasil?
- Vocês estão sob "Outros". Logo depois de "Tele-pizza".
- Sei. E como vai a coisa por aí, Bush? Muitos problemas com o Congresso?
- Nem me fale. Os democratas não queriam aprovar meu secretário de
Justiça, Ashcroft. Só porque ele é contra o controle da venda de armas porque
assim ninguém teria como atirar em quem é pró aborto, chamam ele de direitista.
Veja você. Não é fácil governar com a oposição contra.
- Você não sabe o que é governar com o PFL a favor.
- Mas deve haver uma maneira de não depender do Congresso, hein, Cardenas?
- Cardoso. E há, Bush. Se chama Medida Provisória.
Ela torna o Legislativo obsoleto. Aqui no Brasil não se usa outra coisa, há
anos...
- Mas, Cardosa... Isso é democrático? - Não menos do que perder uma
eleição por meio milhão de votos e mesmo assim ser empossado, Bush.
- Não sei do que você está falando... Mas escuta: por que você não dá um pul o
até aqui para me ensinar como é essa tal de Provisory Measure, Carduna?
- Cardoso. Irei com
muito prazer, Bush. Ainda não guardei meu sobretudo. Só tem uma coisa...
- Yes?
- Nós vamos em cinco aviões, e ouvi dizer que o seu secretário de Defesa é dos
que disparam primeiro e pedem o prefixo depois. Avisa que não é um ataque.
-Pode deixar. Vou ficar esperando. Quanto tempo de viagem, de Buenos Aires a
Washington, Cardoso?
- Brasília, Bush.
- Brasília? Não era Cardoso?
------- End of forwarded message -------

Néstor Miguel Gorojovsky
gorojovsky at arnet.com.ar





More information about the Marxism mailing list