(Portug) (Fwd) [listageografia] FAVELAS (Shantytowns)

Nestor Miguel Gorojovsky Gorojovsky at SPAMarnet.com.ar
Tue Jan 9 19:29:55 MST 2001


Interesting info on shantytowns in Brazil. The article quotes a scholar
pointing out that those who dwell in the favelas are not necessarily the worst
off ones in Brazil, since there are large layers of homeless population.

------- Forwarded message follows -------
Organization:           CBPF
To:                     listageografia at egroups.com
From:                   Sergio da Costa Velho <monleone at cbpf.br>
Date sent:              Tue, 09 Jan 2001 11:52:04 -0200
Send reply to:          listageografia at egroups.com
Subject:                [listageografia] FAVELAS

[ Double-click this line for list subscription options ]

Jornal da Ciencia wrote:
>
> Jornal da Ciencia (JC E-Mail)
> ====================================================
> 8/janeiro/2001 - No. 1702 - Noticias de C&T - Servico da SBPC
> ====================================================
>

> 2. Brasil ganha 717 favelas em nove anos
>
> Luiz Antonio Ryff escreve do RJ para a "Folha de SP":
>
> O Brasil terminou o seculo 20 com 3.905 favelas espalhadas pelo pais . Um
> aumento de 717 (ou 22,5%) desde o Censo de 91. O Estado de SP, com 1.548
> favelas, e' o campeao absoluto dessa competicao de pobreza, concentrando 39,6%
> desse universo.
>
> De 91 a 2000, o crescimento de favelas em SP praticamente acompanhou o do pais
> -22%. O recorde ficou com o Para', que saltou de 27 para 140 favelas, um
> crescimento de 418,5% em nove anos. Em segundo lugar, esta' a Paraiba, com
> aumento de 224% (de 25 para 81).
>
> As informacoes tem como base os primeiros dados do Censo 2000. O
> levantamento foi feito pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e
> Estatistica) com os dados coletados na base operacional geografica do Censo
> 2000 -que definiu os locais a serem visitados pelos recenseadores.
>
> Isso permitiu que o IBGE identificasse todos os aglomerados que se
> encaixassem no seu criterio de favela, definido como "conjunto constituido por
> um minimo de 51 unidades habitacionais, ocupando ou tendo ocupado, ate'
> periodo recente, terreno de propriedade alheia (publica ou particular)".
>
> Outra caracteristica levada em conta pelo instituto e' a carencia de
> "servicos publicos essenciais".
>
> Mas, se o IBGE ja' sabe quantas favelas existem no pais , ainda nao tem
> ideia do numero atualizado de seus moradores. Esta' sendo feita a contagem da
> populacao do que o IBGE classifica como "aglomerado subnormal" -o que, em uma
> linguagem nao tecnica, e' traduzido por "favelas, mocambos, palafitas,
> invasoes, malocas, vilas e assemelhados".
>
> O numero de habitantes de favelas so' deve ser divulgado em abril, quando
> esta' prevista a segunda leva de dados preliminares do Censo 2000. E' preciso
> ressalvar que nao ha' relacao entre o numero de favelas e a quantidade de
> pessoas que nelas moram.
>
> Um Estado pode ter uma unica favela que tenha mais moradores do que outro
> Estado que possua, por exemplo, 15.
>
> A regiao Sudeste, onde estao os tres Estados com maior numero de favelas,
> concentra 2.621 do total. Depois de SP, vem RJ (com 811) e MG (com 256).
> Parana' e' o quarto, com 207. Na outra ponta, Rondonia, Acre, Roraima e
> Tocantins nao possuem nenhuma.
>
> A geografa do IBGE Valeria Grace diz que a distribuicao espacial das
> favelas acompanha o padrao de desenvolvimento urbano brasileiro. Ela
> associa seu crescimento "'a expansao urbana e ao processo de crescimento
> das metropoles brasileiras".
>
> Segundo os resultados preliminares do Censo 2000, houve um aumento da
> populacao urbana -81,2% do total moram em cidades- e de sua concentracao
> nas regioes metropolitanas.
>
> "Houve um crescimento muito rapido da populacao urbana e nenhum governo se
> preparou para isso, nem economicamente, para gerar empregos, nem com uma
> politica habitacional", afirma a sociologa Alba Zaluar.
>
> A urbanista e demografa Suzana Pasternak, da Faculdade de Arquitetura e
> Urbanismo da USP, afirma que o processo de favelizacao vem crescendo nos
> ultimos anos. Mas ela salienta que favela nao e' sinonimo de miseria.
>
> "Ha' lugares muito mais pobres. Existem aqueles que nem favela conseguem. Os
> sem-teto, por exemplo", afirma.
>
> "Favela e' uma alternativa viavel para a falta de dinheiro", avalia ela,
> que ve com pessimismo a possibilidade de solucao.
>
> "E' horrivel dizer isso, mas em um futuro proximo eu nao vejo como parar a
> favelizacao", diz Suzana, que lista como saidas uma "politica fundiaria
> decente, uma politica habitacional que funcione e a urbanizacao das favelas."
> (Folha de SP, 7/1) ==========================================

**********************************************
Para enviar mensagens para toda lista, escreva para:
listageografia at eGroups.com Para informações "administrativas"-sair, mudar de
endereço, etc:  pazera at zaz.com.br Arquivo automático da lista (ordem
cronológica): http://br.egroups.com/group/listageografia As principais mensagens
estão catalogadas por assunto em http://geografia.virtualave.net


------- End of forwarded message -------

Néstor Miguel Gorojovsky
gorojovsky at arnet.com.ar





More information about the Marxism mailing list