(Port) Repression to students in Bahia, Brasil

Nestor Miguel Gorojovsky gorojovsky at arnet.com.ar
Mon May 21 07:04:50 MDT 2001


[ 4 day delay. ]

No comments. 300 militarized police burst into the University Campus
in Bahia with orders not to allow students to protest against the very
questioned Governor of Bahia, an ally of Fernando Henrique Cardoso.

------- Forwarded message follows -------
To:             	<listageografia at yahoogroups.com>
From:           	"Marlus Vandelao" <vandelao at esteio.com.br>
Date sent:      	Thu, 17 May 2001 12:47:14 -0300
Send reply to:  	listageografia at yahoogroups.com
Subject:        	[listageografia] Repressão  ao Moviento 
                        Estudantil no Brasil Novamente?

[ Double-click this line for list subscription options ] 

PM volta a reprimir protesto na Bahia Pelo menos 30 estudantes ficam
feridos com a invasão da universidade pela Tropa de Choque.


SALVADOR (AF) Trezentos policiais da Tropa de Choque da Polícia
Militar ocuparam ontem o campus do Vale do Canela da UFBa
(Universidade Federal da Bahia), em Salvador, para impedir que cerca
de 5.000 estudantes, políticos e sindicalistas fizessem uma
manifestação em frente ao apartamento do senador Antônio Carlos
Magalhães (PFL), na Graça (centro). Os manifestantes saíram às ruas
para pedir as cassações dos senadores Antônio Carlos Magalhães, José
Roberto Arruda (sem partido) e Jader Barbalho (PMDB-PA) e a instalação
da CPI da corrupção.

Eles faziam uma passeata do Campo Grande à reitoria da UFBa, num
percurso de 400 metros, de onde seguiriam para a frente do prédio de
ACM (ao lado do campus).  Para dispersar os manifestantes, a PM
utilizou bombas de gás lacrimogêneo, cassetetes, balas de borracha,
cavalos e cães da raça rotweiller. Pelo menos 30 estudantes ficaram
feridos. Outros quatro foram presos na operação. Nenhum PM ficou
ferido no confronto.

Às 10h, pelo menos 150 soldados já cercavam o Vale do Canela (centro),
onde está localizado o campus da UFBa. Com faixas, bandeiras e
cartazes, os estudantes resolveram seguir até o prédio onde mora o
senador ACM depois que a deputada estadual Alice Portugal (PC do B)
anunciou que o relatório do senador Saturnino Braga (PSB-RJ) pedia a
abertura de processo de cassação contra ACM e Arruda, acusados de
participarem da violação do painel de votação do Senado.

Para driblar a barreira da PM, os estudantes se dividiram em grupos e
entraram no campus da UFBa. "Nós decidimos que cada grupo tentaria
chegar até o prédio do senador utilizando um acesso diferente", disse
Wesley Moreira, 29, diretor da UNE (União Nacional dos Estudantes). Ao
perceber a ação dos manifestantes, a PM reagiu e entrou no campus,
atirando bombas de gás lacrimogêneo. Os manifestantes revidaram e
atiraram nos policiais pedras e pedaços de pau.

No início da tarde, o juiz Márcio Mafra, da 2.ª Vara Federal da Bahia,
concedeu um habeas corpus ao Ministério Público Federal solicitando a
desocupação por parte da PM das cinco unidades invadidas -
administração, direito, medicina, educação e instituto de ciências e
saúde. A ordem judicial não foi cumprida pela PM. O coronel Walter
Leite disse que só aceitaria o pedido original do habeas-corpus - o
requerimento entregue à PM era uma cópia. O procurador Robério Nunes
disse que o Ministério Público vai acionar a PM por danos morais e
físicos causados à UFBa.

A manifestação foi a terceira promovida pelos estudantes nos últimos
dez dias para pedir a cassação do senador ACM. Na semana passada, a PM
também usou bombas de gás lacrimogêneo para dispersar os manifestantes
e 25 pessoas saíram feridas (incluindo seis policiais).

No início da noite, o Conselho Universitário da UFBa divulgou uma nota
informando que a instituição defende o direito de livre manifestação
dos seus alunos.

Fonte: Gazeta do Povo Ctba,PR. 17/05/2001.







[As partes desta mensagem que não continham texto foram removidas]


**********************************************
Para enviar mensagens para toda lista, escreva para:
listageografia at eGroups.com Para informações "administrativas"-sair,
mudar de endereço, etc: pazera at zaz.com.br Arquivo automático da lista
(ordem cronológica): http://br.egroups.com/messages/listageografia


Seu uso do Yahoo! Groups é sujeito às regras descritas em:
http://docs.yahoo.com/info/terms/ 


------- End of forwarded message -------

Néstor Miguel Gorojovsky
gorojovsky at arnet.com.ar





More information about the Marxism mailing list